O final de semana da Nascar foi bastante agitado, tanto dentro como fora da pista. Na competição, disputada em Charlotte, nos Estados Unidos, Kevin Harvick saiu vitorioso em uma prova fantástica e garantiu sua classificação para a próxima fase da temporada 2014 da Sprint Cup. Depois da corrida, no entanto, os protagonistas foram Matt Kenseth e Brad Keselowski, só que de uma forma bastante negativa. Os dois pilotos transformaram o setor de boxes em um ringue de luta livre.

Campeão da categoria em 2012, Keselowski, que foi responsável por alguns acidente e trapalhadas na pista, foi surpreendido por Matt enquanto passava por um dos corredores do autódromo. A briga só terminou quando os mecânicos Penske e Joe Gibbs chegaram e apaziguaram a situação, com direito a alguns socos e empurrões.

“Eu já estava sem o Hans (protetor de pescoço e coluna), sem o cinto e ele me acertou a umas 50 milhas/h (cerca de 80km/h). A corrida já tinha acabado, estávamos voltando para os boxes. Se ele quiser vir falar comigo como homem, vamos fazer isso, mas tentar destruir alguém na pista e, em seguida, bater em mim entrando no pitroad, com pessoas em volta, pessoas sem o cinto de segurança, é imperdoável. Ele é um campeão, deveria saber melhor”, comentou Matt Kanseth, que estava irritado com o adversário, em entrevista a ESPN americana.

Como resposta às acusações de Kenseth, Keselowski foi duro e direto. “Eu pensei que, já que vamos ter uma guerra de carros, eu vou participar também”, afirmou o ex-campeão.

Clique no vídeo abaixo e veja a confusão completa entre os pilotos:

Sem mais artigos