Há 30 anos o Brasil ganhava o primeiro carro movido a álcool. Foi em julho de 1979 que o Fiat 147 chegou ao mercado. Até 1987, quando parou de ser produzido, foram vendidos mais de 120 mil unidades. Como o preço do combustível era, no mínimo, cerca de 50% mais barato que a gasolina, o carro foi bem aceito entre os consumidores.

Em 1986, quase 90% dos carros que saiam de fábrica no País eram movidos a álcool. Com a queda do preço do petróleo e o aumento do preço do açúcar, no entanto, a produção do álcool combustível caiu e a frota de veículos sofreu com o desabastecimento. A credibilidade foi abalada e, durante os anos 90, a produção de veículos a álcool caiu para apenas 1% do total.

Eis que, porém, os motores bicombustíveis começam a se popularizar a partir de 2003, fazendo explodir a produção de álcool a partir da cana de açúcar. Resultado: hoje, mais de 88% das vendas de carros são de flex fuel.

 

Sobre o Motor a álcool:

Foi inventado no final da década de 1970 pelo engenheiro brasileiro Urbano Ernesto Stumpf (1916 – 1998), que foi contratado pelo Presidente Ernesto Geisel. Após os testes, no início da década de 1980 começaram a surgir os primeiros veículos em série fabricados com motor 100% a Álcool, sendo o primeiro deles o Fiat 147. Os motores foram preparados para atender as propriedades do álcool, sendo o carburador e o coletor de admissão banhados a níquel e o tanque em materiais antioxidantes devido ao potencial corrosivo deste combustível, além da elevação da taxa de compressão para facilitar a combustão.

 

Primeiro carro movido a álcool foi lançado há 30 anos

Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147
Fiat 147

Primeiro carro movido a álcool foi lançado há 30 anos

Sem mais artigos