A quarta edição brasileira do melhor evento para os aficionados por tecnologia já bateu seu recorde: 6.800 campuseiros estão conectados por aqui desde ontem (17) aproveitando shows, palestras, oficinas e 10GB de conexão durante uma semana inteira.

Aqui tem de tudo, para todos os gostos: oficinas de fotografia, vídeo, design, hardware e discussões sobre mídias sociais, além dos melhores games disponíveis pra quem quiser se aventurar. Durante todo o dia de hoje (18), as palestras das áreas de ciência, inovação e criatividade estiveram cheias de olhos e ouvidos atentos. O único momento em que todos estavam atentos a um mesmo tema foi às 13h, quando as grandes atrações do dia – Al Gore e Tim Berners-Lee – chegaram para fazer suas palestras, muito aplaudidas pelo público, que não demorou a continuar seus downloads logo em seguida.

E se a conexão está bombando, o calor também está – o ar condicionado e os ventiladores não estão dando conta de refrescar todo mundo, mas ninguém arreda o pé de suas respectivas bancadas. Para o computador não pedir descanso, muitos campuseiros estão com coolers reforçados.

A praça de alimentação também não deixa os campuseiros muito animados. Muito calor e pouco espaço faz a maioria preferir comer do lado de fora, em pé ou sentado na calçada.

No fim do dia, os campuseiros sofreram com uma queda de energia que durou em torno de uma hora e deixou todos muito revoltados. Sem internet e sem luz, restaram aos presentes protestar.

A assessoria de imprensa do evento informou que a organização da Campus Party disse que o problema da falta de luz ocoreu devido a uma queda de energia em toda a região, causada pela forte chuva que caiu em São Paulo

A pergunta que ficou no ar é por que o evento não tinha um gerador.

Sem mais artigos