A revista francesa Business Book GP revela em sua edição deste mês os salários atualizados de todos os pilotos que disputam a temporada deste ano da Fórmula 1. Fazendo um comparativo com o ano passado, a publicação mostra algumas mudanças relevantes, como o corte de 40% dos vencimentos do brasileiro Felipe Massa, na Ferrari, e o aumento nos valores pagos ao britânico Lewis Hamilton, que trocou a McLaren pela Mercedes e passou a ter o maior salário da categoria.

Segundo a revista, a troca de Hamilton garantiu ao piloto um salário de €20 milhões por ano (aproximadamente R$ 52 milhões), € 4 milhões a mais do que recebia em 2012 (pouco mais de R$10 milhões), quando ainda estava na McLaren, igualando os vencimentos de Fernando Alonso.

E por falar no espanhol da Ferrari, o piloto teve uma redução salarial na virada de temporada. Em 2012. Alonso recebia € 30 milhões de euros (R$ 79 milhões) e ocupava isoladamente o primeiro lugar. Porém, com a crise que assola a categoria, o piloto passou a receber €10 milhões a menos em 2013 (aproximadamente R$26 milhões), quase 34% a menos.

Assim como Alonso, Felipe Massa, companheiro de equipe do espanhol, também teve seu salário reduzido pela Ferrari. Porém, o corte dele foi maior. Se em 2012 o brasileiro tinha vencimento de €10 milhões por ano, esse ano os valores caíram 40% e Massa fatura ‘apenas’ €6 milhões (quase R$16 milhões).

Uma das grandes curiosidades da lista é poder notar que o alemão Sebastian Vettel, atual tricampeão da F1, é somente o quarto piloto mais bem pago da categoria, com €12 milhões (R$ 31,6 milhões) e no ano passado recebia os mesmos valores que Felipe Massa – €10 milhões.

Veja abaixo a lista com os salários atuais dos pilotos da F1: 

1.Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 20 milhões de euros (R$ 52,5 milhões)
2. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 20 milhões de euros (R$ 52,5 milhões)
3. Jenson Button (ING/McLaren) 16 milhões de euros (R$ 42 milhões)
4. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) 12 milhões de euros (R$ 31,5 milhões)
5. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 11 milhões de euros (R$ 28,9 milhões)
6. Mark Webber (AUS/Red Bull) 10 milhões de euros (R$ 26,2 milhões)
7. Felipe Massa (BRA/Ferrari) 6 milhões de euros (R$ 15,8 milhões)
8. Kimi Räikkönen (FIN/Lotus) 3 milhões de euros (R$ 7,9 milhões)
9. Sergio Pérez (MEX/McLaren) 1,5 milhão de euros (R$ 3,9 milhões)
10. Romain Grosjean (FRA/Lotus) 1 milhão de euros (R$ 2,6 milhões)
11.Pastor Maldonado (VEN/Williams) 1 milhão de euros (R$ 2,6 milhões)
12.Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) 1 milhão de euros (R$ 2,6 milhões)
13. Valtteri Bottas (FIN/Williams) 600 mil euros (R$ 1,6 milhão)
14. Jules Bianchi (FRA/Marussia) 500 mil euros (R$ 1,3 milhão)
15.Adrian Sutil (ALE/Force India) 500 mil euros (R$ 1,3 milhão)
16. Paul di Resta (ESC/Force India) 400 mil euros (R$ 1 milhão)
17.Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) 400 mil euros (R$ 1 milhão)
18.Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso) 400 mil euros (R$ 1 milhão)
19. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) 200 mil euros (R$ 524,8 mil)
20. Charles Pic (FRA/Caterham) 150 mil euros (R$ 393,6 mil)
21.Giedo van der Garde (HOL/Caterham) 150 mil euros (R$ 393,6 mil)

Revista revela salários da F1; Hamilton vira o mais rico e Massa tem redução de 40%

Sem mais artigos