Em um fim de semana marcado por sua controversa pole position, o piloto alemão Nico Rosberg venceu neste domingo (25) o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 e retomou a liderança do Mundial de Pilotos, superando o inglês e companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, que ficou em segundo tanto na prova como na classificação geral.

Rosberg soma 122 pontos, contra 118 de Hamilton, seu amigo de infância, dos tempos de kart, que havia vencido as últimas quatro provas. A relação entre os dois parecia ter começado a se azedar à medida em que o campeonato virou um monopólio da Mercedes, mas depois do incidente de ontem – em que o alemão saiu da pista durante a última tentativa de pole do inglês, fazendo-o abortar a volta rápida -, o clima ruim ficou claro.

Hamilton mostrou cara de poucos amigos ontem e hoje, após treino e corrida, e deu a entender que cogitava que o episódio de ontem tivesse sido provocado por Rosberg intencionalmente, já que o alemão tinha conseguido a volta mais rápida e poderia perder a pole para o companheiro. O incidente foi investigado pela comissão do GP, mas não houve punição.

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, que ontem foi atingido pela Caterham do sueco Marcus Ericsson, não conseguiu participar do Q2 e teve que largar em 16º, fez bela prova de recuperação e terminou em sétimo. O motor do carro de seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, “fumou” na 56ª de 78 voltas, quando ele estava em oitavo, e com isso não completou a prova.

Quem também teve problemas com o carro – como de costume neste ano – foi o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull. Quarto no grid, ele ultrapassou o companheiro australiano Daniel Ricciardo na largada, mas após um acidente com Sergio Pérez (Force India) que provocou a entrada do safety car, perdeu potência do motor e foi várias vezes ultrapassado. O tetracampeão mundial também enfrentou problemas com o câmbio e foi orientado a abandonar a prova.

O dia não foi bom também para o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que na largada saltou de sexto para quarto – passou seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, e Ricciardo -, mas durante a corrida foi tocado pela Marussia do inglês Max Chilton, teve o pneu furado e precisou fazer um pit stop a mais do que o previsto. Terminou em 12º.

Ricciardo acabou em terceiro, seguido por Alonso e o alemão Nico Hülkenberg, da Force India. O inglês Jenson Button, da McLaren, chegou em sexto, logo à frente de Massa.

Um dos destaques da corrida foi o francês Jules Bianchi, que chegou em oitavo lugar e perdeu uma posição para o franco-suíço Sébastien Grosjean, da Lotus, por causa de uma punição de cinco segundos de tempo, mas mesmo assim deu à equipe Marussia seus primeiros pontos na Fórmula 1. O dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren, foi o décimo colocado, fechando a zona de pontuação.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 será disputada em Montreal, no Canadá, no dia 8 de junho.

Resultado do GP de Mônaco (78 voltas = 260,520 quilômetros):

.1. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 1h49min27s661.
.2. Lewis Hamilton (ING/Mercedes) a 9s210.
.3. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) a 9s614.
.4. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) a 32s452.
.5. Nico Hülkenberg (ALE/Force India) a 1 volta.
.6. Jenson Button (ING/McLaren) a 1 volta.
.7. Felipe Massa (BRA/Williams) a 1 volta.
.8. Romain Grosjean (FRA/Lotus) a 1 volta.
.9. Jules Bianchi (FRA/Marussia) a 1 volta.
10. Kevin Magnussen (DIN/McLaren) a 1 volta.
11. Marcus Ericsson (SUE/Caterham) a 1 volta.
12. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) a 1 volta.
13. Kamui Kobayashi (JAP/Caterham) a 3 voltas.
14. Max Chilton (GBR/Marussia) a 3 voltas.

Abandonaram: VOLTA.
Pastor Maldonado (VEN/Lotus) 1.
Sergio Pérez (MEX/Force India) 1.
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) 5.
Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) 10.
Adrian Sutil (ALE/Sauber) 23.
Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) 50.
Valtteri Bottas (FIN/Williams) 55.
Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) 59.

Volta mais rápida: A 75ª de Kimi Raikkonen (Ferrari), em 1min18s479.

Classificação do mundial de pilotos:

.1. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 122 pontos.
.2. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 118.
.3. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 61.
.4. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) 54.
.5. Nico Hülkenberg (ALE/Force India) 47.
.6. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) 45.
.7. Valteri Bottas (FIN/Williams) 34.
.8. Jenson Button (GBR/McLaren) 31.
.9. Kevin Magnussen (DIN/McLaren) 21.
10. Sergio Pérez (MEX/Force India) 20.
11. Felipe Massa (BRA/Williams) 18.
12. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) 17.
13. Romain Grosjean (FRA/Lotus) 8.
14. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) 4.
15. Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) 4.
16. Jules Bianchi (FRA/Marussia) 2.
17. Marcus Ericsson (SUE/Caterham) 0.
18. Adrian Sutil (ALE/Sauber) 0.
19. Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) 0.
20. Max Chilton (GBR/Marussia) 0.
21. Kamui Kobayashi (JAP/Caterham) 0.
22. Pastor Maldonado (VEN/Lotus) 0.

Classificação do mundial de construtores:

.1. Mercedes 240 pontos.
.2. Red Bull 99.
.3. Ferrari 78.
.4. Force India 67.
.5. McLaren 52.
.6. Williams 52.
.7. Lotus 8.
.8. Toro Rosso 8.
.9. Marussia 2.
10. Sauber 0.
11. Caterham 0.

Sem mais artigos