Se suas únicas referências de hackers mulheres são as personagens que Angelina Jolie interpretou em “Hacker-Piratas de Computador” e Rooney Mara em “Millenium-Os Homens Que Não Amavam as Mulheres”, agora vai conhecer uma hacker da vida real: A russa Kristina Svechinskaya, de 24 anos, conhecida como a “hacker mais sexy do mundo”.

Kristina estava sendo processada nos Estados Unidos por participar do roubo de US$ 3 milhões de diversas contas bancárias. Ela acabou de ser libertada por um tribunal de Nova York e colocada sob vigilância.

Ela foi condenada a pagar US$ 35 mil por danos. Seu advogado alegou que a moça era jovem e inexperiente quando acabou seduzida pelo mundo do crime e que não conseguiu avaliar o que estava fazendo. A réu, por sua vez, disse que lamentava profundamente o que classificou como o “maior erro” de sua vida.

Entenda o caso

De acordo com um comunicado de imprensa do Departamento de Justiça norte-americano, Svechinskaya foi recrutada por um grupo criminoso para abrir contas bancárias falsas nas quais US$ 35 mil em fundos fraudulentos foram depositados, e das quais, aproximadamente, US$ 11 mil foram retirados.

Além das contas bancárias, a hacker russa e 37 outros comparsas supostamente usaram passaportes falsos e vírus de computador para se apropriarem de US$ 3 milhões de bancos norte-americanos, e outros US$ 9 milhões de bancos britânicos.

Sem mais artigos