O alemão Michael Schumacher, sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1, continua sendo o piloto de referência na categoria para o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, apesar do alemão ter terminado o campeonato de 2011 na oitava posição.

“Schumacher será sempre um campeão para todos nós, porque é preciso respeitar um piloto que foi sete vezes campeão. Ele não precisa provar mais nada, sempre foi muito rápido”, respondeu Alonso em uma entrevista a “TotalRace”.

Aos 42 anos, Schumacher não conquistou um só pódio desde que retornou à Fórmula 1, mas Alonso pensa que o Mercedes que conduziu não facilitou o trabalho.

“Na Fórmula 1, o carro é o mais importante e todos sabemos que a Mercedes não teve um bom ano, mas eu acho que se tiverem um carro competitivo, capaz de vencer corridas, Nico Rosberg e Michael estão entre os favoritos. Temos de respeitá-los”, afirmou Alonso.

Sem mais artigos