Já se imaginou ganhando uma bonificação de R$ 40 mil em seu emprego pelos bons serviços prestados ao longo do ano? Parece um pouco utópico para um cidadão comum, mas não para os funcionários da Mercedes, equipe alemã que conquistou de forma antecipada o Mundial de Construtores da Fórmula 1. Os quase 700 empregados da equipe, entre eles os pilotos Lewis Hamilton e Nico Rosberg, faturaram £10 mil cada logo após o GP da Rússia, disputado no último final de semana.

Para comemorar a conquista de £40 milhões (quase R$ 130 milhões), pilotos, dirigentes e funcionários fizeram a festa nas fábricas de Brackley e Brixworth, na Inglaterra, nos dois últimos dias. Do montante total, £ 7 milhões (R$ 25 milhões) foi reservado para as premiações, enquanto que o restante será investido em melhorias nos próximos anos.

Segundo informação do jornal Daily Mail, da Inglaterra, a ideia de antecipar o pagamento do prêmio, antes mesmo da definição do piloto campeão da temporada, era pra manter o time motivado até o fim. Lembrando que essa medida não é novidade na Fórmula 1. Principal concorrente da Mercedes durante a temporada de 2014, a Red Bull pagava aos funcionários dela após as conquistas a mesma quantia.

Sem mais artigos