O Twitter, que está investigando como milhares de senhas de usuários foram parar na página de “hacktivistas” no Pastebin – um serviço de publicação de texto -, pediu para as pessoas mudarem seus dados de acesso caso desconfiem de alguma anormalidade ou seja uma das vítimas desse ataque.

Na última semana, um usuário anônimo publicou no Pastebin as senhas e os nomes de mais de 55 mil usuários do Twitter.

“Estamos investigando essa situação. Enquanto isso, estamos reiniciando as senhas que foram afetadas. As pessoas que desconfiarem que suas contas estão em risco devem alterar suas senhas e a configuração de privacidade em nosso centro de ajuda”, explicou o Twitter à Agência Efe.

A companhia informou que na lista publicada no Pastebin há mais de 20 mil contas duplicadas, sendo que muitas são “spam” e já foram eliminadas. Em muitos casos, o nome de usuário também não estava associado com a senha referida.

Sem mais artigos