O alemão Sebastian Vettel, vencedor dos dois últimos mundiais de Fórmula 1 e segundo colocado no Grande Prêmio do Brasil, neste sábado, comparou este resultado com a vitória histórica de Ayrton Senna em Interlagos em 1991, em que também teve problemas na caixa de câmbio durante quase toda a prova.

“Quando me avisaram por rádio do problema tive de descer a potência do motor e limitar o uso da mudança de marchas. Tive que usar a marcha por longos períodos, e nesse momento veio à minha mente a comparação (com Senna)”, disse o alemão.

Vettel, que venceu 11 corridas e conquistou 15 poles nesta temporada, disse ainda que os problemas que enfrentou neste domingo não podem ser chamados de azar. “Se algo assim acontece, não está em suas mãos”, afirmou.

“Foi um ano fenomenal e acabamos com uma nova dobradinha da equipe. Gostaria muito de ter vencido, mas o importante é que este ano é daqueles que te faz sentir orgulho”, concluiu. 

Sem mais artigos