Mary Josephine Ray, a mulher mais velha dos Estados Unidos, morreu no domingo (7) em uma clínica de repouso em Westmoreland, no Estado americano de New Hampshire.

Com 114 anos e 294 dias, Mary chegou a alcançar o posto de segunda mulher mais velha do mundo, segundo levantamento do Grupo de Pesquisas de Gerontologia dos Estados Unidos, atrás apenas da japonesa Kama Chinen, que hoje está com 114 anos e 301 dias.

“Ela aproveitou a vida e nunca pensou na morte”, disse Katherine Ray, neta de Mary, segundo a rede NBC. “Ela já fazia planos para seu aniversário”. Segundo Katherine, a idosa estava lúcida até duas semanas antes de falecer.

Mary nasceu no dia 17 de maio de 1895 em Bloomfield, Prince Edward Island, no Canadá, mas vive nos Estados Unidos desde os três anos. Viúva desde 1967, a idosa deixa dois filhos, oito netos, 13 bisnetos e cinco tataranetos.

Agora, com 114 anos e 216 dias, Neva Morris é quem assume o posto de mulher mais velha dos país.

Sem mais artigos