O meia Rivaldo, pentacampeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, está disposto a retornar ao Brasil para encerrar sua carreira profissional no ano de 2011. E, quem pensa que seu destino será o Palmeiras – clube que projetou para o cenário internacional da bola -, um engano: o jogador quer pendurar as chuteiras atuando pelo Mogi Mirim, equipe que o revelou e na qual hoje é o presidente.

No momento, Rivaldo defende o Bunydokor, time do Uzbequistão que, inclusive, chegou a ser treinador pelo também brasileiro, pentacampeão e ex-palmeirense Luiz Felipe Scolari, o Felipão. Por causa do vínculo com a equipe, o meia acha difícil retornar ao Brasil por agora, contudo, já cravou: em 2011, defenderá o Sapão, e não o Verdão, como afirmou em outras ocasiões.

Para ele, que gostaria de ainda defender o Alviverde, o nível que seria exigido no Palmeiras, em 2011, não será compatível aos 39 anos que ele terá daqui a dois anos e, por este motivo, ele vai preferir vestir a camisa vermelha do clube do interior de São Paulo, no qual é mandatário há um ano.

Sem mais artigos