O atacante Salvador Cabañas, do América do México, levou hoje um tiro na cabeça, afirmou à rede de televisão Televisa Miguel Angel Mancera, procurador de Justiça da Cidade do México.

Titular da seleção paraguaia, Cabañas estava em um bar da capital mexicana quando foi atingido pelo disparo.

“Ainda não sabemos o motivo do crime. O projétil ficou alojado na cabeça. Ele não perdeu a consciência, mas estava com um problema cardíaco que os médicos tentam resolver”, afirmou Mancera.

O paraguaio, de 26 anos, foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital da Cidade do México, e seu estado de saúde é grave, segundo o primeiro boletim médico.

Duas pessoas acusadas de terem feito o disparo foram detidas e, de acordo com Mancera, “serão interrogadas em breve”.

Sem mais artigos