Depois de oito anos longe da banda que ajudou Dave Mustaine a formar, o baixista David Ellefson confirmou em entrevista à revista Classic Rock que está de volta às fileiras do Megadeth, pronto para seguir com o grupo pela estrada mais uma vez.

Segundo o próprio baixista, uma conversa esclarecida com o vocalista da banda acabou derrubando de uma vez por todas as brigas com as quais os dois vinham lidando muito mal desde 2002, quando Ellefson processou Mustaine em ação relativa à falta de pagamento de royalties.

“Tudo aconteceu durante o fim de semana e eu mal podia acreditar”, comentou, espantado, Ellefson na entrevista. “Estava claro que haveria uma mudança na formação do Megadeth, já que James Lomenzo (baixista anterior) estava deixando a banda. Dave (Mustaine) e eu conversamos pelo telefone e todas as brigas e discussões que tivemos durante os anos simplesmente derreteram. Isso mostra o que o contato direto pode fazer.”

Com a volta do baixista, a banda ficará tinindo para sua grandiosa turnê que começa em março, na qual o Megadeth vai apresentar a íntegra de seu mais clássico disco, Rust In Peace, lançado em 1990.

“Tenho uma grande vantagem, afinal, eu sei tocar essas músicas do show”, brinca Ellefson. “Eu estava em Nova York com minha banda Hail quando soube que o Megadeth ia fazer essa turnê. Confesso que fiquei chateado por não participar desses shows, mas agora, tudo mudou.”

Então comemore a volta do baixista com um momento inesquecível da carreira da banda, a sua passagem pelo Rock In Rio 2, no ano de 1991, quando tocaram o clássico Holy Wars, presente no mesmo Rust In Peace que vai ser tocado na íntegra na turnê de retorno de Ellefson.

Sem mais artigos