O Bradesco fechou o último trimestre do ano passado com lucro líquido de R$ 2,18 bilhões, o que representa uma alta de 35,9% em relação ao registrado no mesmo período de 2008. Com isso, o segundo maior banco privado do país acumulou lucro de R$ 8,012 bilhões em 2009, 5,1% acima do ano anterior.

A carteira de crédito da instituição era de R$ 228,1 bilhões no final de dezembro passado, uma alta de 6,8% em 12 meses. Do total, R$ 82,08 bilhões eram para pessoas física. Neste segmento, houve um avanço de 11,5%. Já as pessoas jurídicas atingiram R$ 145,99 bilhões (alta de 4,3%).

Os ativos do Bradesco avançaram 11,4% em relação a 2008, atingindo um total de R$ 506,223 bilhões. Porém, o resultado ainda fica abaixo aos ativos do Itaú-Unibanco, o que mantém o banco na segunda colocação entre as instituições privadas no Brasil.

O Bradesco atingiu no último dia de dezembro um valor de mercado de R$ 103,192 bilhões. Em patrimônio líquido o total chega a R$ 41,754 bilhões, 21,9% mais que em 2008.

Sem mais artigos