Depois de ter sido espancando por seguranças do supermercado Carrefour, em Osasco, o vigilante Januário Alves de Santana, de 39 anos, recebeu uma indenização da empresa. De acordo com o seu advogado, a vítima foi confundida por um ladrão em 2009 enquanto estava dentro de seu carro, um EcoSport, no estacionamento do local.

Devido ao contrato, o valor da indenização não foi divulgado. No entanto, segundo Januário, a negociação com o Carrefour transcorreu de maneira tranquila e a empresa chegou a um acordo satisfatório para todas as partes.

Na época da agressão, os envolvidos no caso foram demitidos e o supermercado fez um pedido formal de desculpas ao vigia. Em nota, o Carrefour destacou que foi possível transformar mal-entendidos e em oportunidade de aprendizado e de aprimoramento não só dos processos internos do Carrefour, mas também das relações humanas e sociais.

 

Sem mais artigos