Um carro abandonado com uma bomba foi encontrado na noite de sábado em pleno Times Square, uma das regiões mais movimentadas de Nova York. E, segundo o jornal inglês Telegraph, o atentado pode ter sido provocado pelo polêmico episódio censurado de South Park.

A polícia foi chamada depois que um vendedor de camisetas que trabalhava na rua viu fumaça saindo de um Nissan Pathfinder, estacionado perto do cruzamento da 45th Street com a Broadway, muito próximo do escritório da Viacom, empresa dona de South Park e destinatária das ameaças enviadas há poucos dias. O carro estava vazio, mas com o motor ligado.  

Os detetives constataram que o artefato é muito parecido com outros encontrados em dois carros em Londres, em 2007, em uma ação assumida por um grupo terrorista islâmico. Agentes do FBI chegaram ao local em minutos, e todos os estabelecimentos ao redor foram evacuados, inclusive teatros.

Especialistas em desarmamento de bombas usaram um robô para quebrar a janela do carro e remover o material. Eram três tanques de gás propano, fogos de artifício, dois galões de gasolina, dois relógios com baterias, fios elétricos e uma caixa de metal.

O governador de Nova York, David Paterson, chamou o fato de “um ato de terrorismo”. O prefeito, Michael Bloomberg, que estava em um jantar na Casa Branca, voltou imediatamente à cidade.

“Temos muita sorte. Graças aos atentos nova iorquinos e ao profissionalismo da polícia, evitamos o que poderia ter sido um evento fatal. O esquadrão anti-bombas confirmou que o veículo suspeito realmente continha material explosivo. Não temos ideia de quem fez isso ou porque”, disse Bloomberg. Mas o prefeito afirmou que o serviço parecia amador e que contava com fogos de artifício facilmente adquiríveis.

Criadores de South Park podem ser alvo de bomba encontrada em NY

Sem mais artigos