Dados divulgados pela Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata) comprovam que, no acumulado do ano passado, as empresas do setor tiveram a maior queda da história na demanda por bilhetes, com um recuo de 3,5% em relação ao ano anterior. Ainda assim, a taxa de transportes bateu na média de 75,6%.

Os dados referentes ao transporte de cargas não foram melhores, com queda de 10,1%, o que colocou a taxa de ocupação em 49,1%. Na comparação entre dezembro do ano passado e o mesmo mês de 2008, houve crescimento de 4,5% na demanda, mas a capacidade ocupada nos voos internacionais caiu 0,7%.

Giovanni Bisignani, diretor-geral da Iata, que representa 230 companhias aéreas, ou 93% do mercado total de aviação, destacou que “em termos de demanda, 2009 entra para a história como o pior ano que o setor já viu. Nós perdemos 2,5 anos de crescimento nos mercados de passageiros e 3,5 anos de expansão em frete”.

Sem mais artigos