Tem cada uma que acontece no futebol inglês que é duro de acreditar. Depois dos escândalos que envolveram jogadores e suas ex-namoradas, com direito a surras e desligamentos de seleção, além da diminuição da moral dentro de equipe, agora foi a vez de dois técnicos darem mau exemplo e brigarem dentro de campo.

Roberto Mancini, do Manchester City, e David Moyes, do Everton, foram personagens de uma cena bem desnecessária nesta última quarta-feira (24), em jogo atrasado da 2ª rodada do Campeonato Inglês.

Com o placar marcando 2 a 0 para o Everton, Mancini não suportou ver o técnico adversário reter uma bola por muitos segundos após ela sair pela linha lateral: ele queria pressa para que o City fizesse a reposição de bola, pois acreditava que ainda possuia tempo para poder empatar o marcador.

Os dois treinadores trocaram empurrões e se agarraram na beira do campo, e, a cena só não piorou, porque o árbitro da partida se aproximou e decidiu expulsar os dois de campo.

O curioso ficou para depois da partida. Tanto Mancini quanto Moyes admitiram que se excederam, pediram desculpas e confirmaram via imprensa: marcaram de sair e ‘tomar umas’ para esquecer o desentendimento.

Sem mais artigos