O lateral-esquerdo Everton, contratado pelo
Tigres junto ao Flamengo por quase US$ 6 milhões, é o reforço mais
caro do futebol mexicano para a atual temporada.

Para ter Everton por cinco temporadas, o Tigres precisou
desembolsar precisamente US$ 5,7 milhões, US$ 700 mil a mais que o
Cruz Azul teve que dar ao Pachuca para contar com o atacante
argentino Christian Giménez.

A negociação envolvendo o brasileiro é considerada ainda a
terceira mais cara da história do futebol mexicano, atrás apenas das
contratações do argentino Federico Insúa (2007) e do colombiano
Aquivaldo Mosquera (2008) pelo América.

O América, equipe de maior poder aquisitivo no México, pagou US$
6,5 milhões por Insúa e US$ 5,9 milhões por Mosquera, segundo o
jornal mexicano Record.

Sem mais artigos