O cantor John Lydon disse em entrevista ao jornal Daily Star que nem pensou duas vezes ao rejeitar uma proposta de Damon Albarn para integrar o super-time de astros que participaram do disco Plastic Beach, dos Gorillaz.

Há anos impedido de usar o nome que o deixou famoso, Johnny Rotten, o ex-vocalista dos Sex Pistols disse que não viu nenhum bom motivo para se unir ao extravagante projeto do ex-líder do Blur, que contou com participações de Mark E. Smith, Snoop Dogg, Lou Reed e de ex-integrantes do The Clash.

“Eles até me deram uma ligada, mas a resposta foi um simples e direto não. Eu realmente não tenho o menor interesse em ficar brincando de jogar água na piscina genética alheia”, comentou o cantor em uma piada de cunho “científico”.

“Eu já trabalhei com várias pessoas ‘ditas’ famosas nesses muitos anos de carreira, mas nunca fiz isso por motivos deliberadamente financeiros”, cutucou o ex-Pistol. “Se eu fizesse isso, não seria através de uma ligação de negócios, seguido de um acordo de empresários, para um álbum industrializado e vendido de acordo com o molde atual.”

Sem mais artigos