Após uma jovem ser seqüestrada, estuprada e morta, na Grã-Bretanha, por um criminoso que conheceu na internet, o site de relacionamentos Facebook alertou seus usuários para que evitassem se encontrar com pessoas conhecidas apenas através na rede.

 

Em nota, após a condenação de Peter Chapman, 33 anos, pelo assassinato de Ashleigh Hall, 17 anos, o site pede cautela ao se encontrar com pessoas que apenas se tem contato pela internet e incentiva o uso de dispositivos da rede para evitar contatos indesejados. A morte da jovem despertou novamente os debates sobre os perigos de contatos na internet, principalmente para adolescentes e crianças.

 

O assassino usava a foto de um rapaz sem camisa, dizia ter apenas 19 anos e se apresentava como Peter Cartwright, Ashleigh disse para sua mãe que iria dormir na casa de uma amiga na noite em que foi se encontrar com ele. Quando chegou ao local combinado, Peter disse que era o pai de Cartwright, ele a levou de carro para uma área rural onde a jovem foi estuprada e morta por asfixia. Chapman, que já havia pegado sete anos de prisão por estupro em 1996, foi condenado à prisão perpetua, após confessar o crime.

 

“Espalhem esta mensagem por aí, por favor: Pais de crianças que estão no Facebook, por favor, perguntem a eles com quem estão conversando. Você simplesmente não sabe o que está por trás daquela foto”, disse a mãe da menina após o julgamento.

Sem mais artigos