O advogado da família Bianchi, Sérgio Tostes, revelou nesta quarta-feira (23) que não vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal que cassou a liminar que mantinha o garoto Sean no Brasil. De acordo com Tostes, a família deciciu dar prioridade ao bem estar da criança e a uma transição suave da guarda.

Segundo o advogado, ainda não está decidida a data em que Sean viajará para os Estados Unidos, já que tudo vai depender do entendimento com o pai biológico do menino.

Nascido nos Estados Unidos, Sean veio ao Brasil em 2004 com a mãe, Bruna Bianchi. Desde então, David Goldman tenta levar o filho de volta com base na Convenção de Haia sobre sequestro internacional de crianças. Com a morte de Bruna, a batalha judicial passou a ser travada entre o americano e o segundo marido da mãe, o advogado João Paulo Lins e Silva.

Família de Sean Goldman não vai recorrer no STF

Sem mais artigos