A obrigatoriedade encontrada pelos brasileiros em tirar alguns jogadores da Copa Libertadores devido ao limite de atletas inscritos parece ter incomodado as equipes. O vice-presidente de futebol do Inter, Fernando Carvalho, encaminhou um pedido, via Clube dos 13, para a Conmebol pedindo que o número seja excedido.

“Relendo o regulamento da Libertadores, encontrei item que admite, em ano de Copa do Mundo, a inscrição de 30 jogadores por clube. O Cerro Porteño (do Paraguai) solicitou o mesmo. Estou otimista”, afirmou.

Agora, o dirigente colorado aguarda a resposta de Nicolás Leoz, presidente da entidade sul-americana, para a próxima semana.
Com os elencos inchados, os clubes brasileiros deixaram grandes atletas fora da competição.

No Inter, Thiago Humberto, Eltinho e Ronaldo ficaram de fora. Já no Corinthians, Escudero, Boquita, Balbuena e Edno não foram inscritos.

O mesmo ocorreu no São Paulo com Roger, Adrián Gonzáles e Wellington. Com o Flamengo, a situação foi semelhante, pois Gil e Denis Marques não ficaram entre os 25 relacionados.

Sem mais artigos