Após duas vitórias consecutivas, o Flamengo perdeu para a Universidad de Chile por 2 a 1, caindo para o segundo lugar do grupo 8 da Libertadores, que agora tem liderança da própria equipe chilena.

Empurrado por sua fanática torcida, ‘La U’ tentou partir para cima desde os primeiros minutos. O Flamengo, porém, conseguiu controlar a pressão, e dominou as ações até a metade da etapa inicial.

Mesmo tendo mais passe de bola, o time rubro-negro errava muitos passes, e não conseguia chegar de forma efetiva ao ataque, exceto aos seis minutos, quando Adriano cabeceou na trave após cruzamento de Juan.

A partir dos 25 minutos, os times acordaram, e tiveram boas chances. Aos 30, Oliveira recebeu boa bola, mas perdeu boa chance por ter tocado a bola quando estava em ótimas condições para chutar a gol.

Aos 33, Vagner Love cabeceou bola cruzada por Juan, mas o goleiro Conde defendeu. Três minutos mais tarde, foi a vez de Adriano assustar, com uma bomba de fora da área que passou rente à trave.

Como quem não faz, leva, a Universidad de Chile foi quem saiu na frente. Estrada cruzou para a área, Bruno não conseguiu cortar, e Vargas tocou de cabeça para abrir o placar aos 42 minutos.

Na volta para a etapa final, o Flamengo mostrou atitude e objetividade, e foi recompensado logo aos cinco minutos. Adriano, impedido, participou da jogada, e Vagner Love bateu. Conde defendeu, mas a bola sobrou para Rodrigo Alvim, que mandou de primeira, no ângulo.

A Universidad de Chile respondeu rápido. Aos sete minutos, Vargas bateu no canto e Bruno defendeu em dois tempos. Dois minutos mais tarde, porém, o goleiro flamenguista vacilou em chute de longe de Seymour, deixando a bola passar sob suas mãos e entrar.

Acuado, o Flamengo esteve perto de levar o terceiro gol, sofrendo pressão durante cerca de 15 minutos. Quando reagiu, o campeão brasileiro passou a dominar a partida, e por pouco não empatou. Vagner Love tabelou com Petkovic e ficou na cara do gol, mas a bola passou a poucos centímetros da trave, aos 33 minutos.

A catimba do time chileno (e também dos gandulas, que escondiam as bolas) surtiu efeito, e o placar não se alterou até o apito final. Com a vitória, a Universidad de Chile chegou a sete pontos. O Flamengo segue com seis, agora no segundo lugar. Universidad Católica e Caracas, que empataram em 0 a 0 também nesta quarta-feira, têm dois e um ponto, respectivamente.

A quarta rodada do grupo 8 será aberta na próxima quarta-feira, com o jogo entre Universidad Católica e Caracas, no Chile. No dia 7 de abril, o Flamengo recebe a Universidad de Chile, no Maracanã, tentando voltar à liderança do grupo.

Ficha técnica:

Universidad de Chile: Conde; Contreras, Victorino, Olarra e Rodríguez; Seymour, Estrada (Pinto), Montillo e Puch; Olivera (Rivarola) e Vargas (Fernández).
Técnico: Gerardo Pelusso.

Flamengo: Bruno; Leo Moura (Everton Silva), Álvaro, Fabrício e Juan; Rodrigo Alvim, Williams, Kleberson (Fierro) e Vinícius Pacheco (Petkovic); Adriano e Vagner Love.
Técnico: Andrade.

Cartões amarelos: Vargas (Universidad de Chile); Álvaro e Fierro (Flamengo).

Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai), auxiliado por seus compatriotas Pablo Fandiño e Mauricio Espinosa.

Sem mais artigos