Wes Borland, guitarrista reintegrado à formação do Limp Bizkit, disse em entrevista à revista Guitar Edge que o novo disco da banda comandada por Fred Durst tem uma “vibe Daft Punk“.

Aparentemente tentando dizer que a música da dupla francesa influenciou de alguma forma a composição do disco Gold Cobra, primeiro disco do grupo norte-americano desde Results May Vary, lançado ainda em 2003.

“Acredito que todo mundo que odiava o Limp Bizkit antes vai continuar odiando o Limp Bizkit agora”, comentou o excêntrico guitarrista. “Não é como se de repente nós tivéssemos crescido e começado a fazer música mais inteligente.”

“O som ainda tem aquele cara de festa e diversão. Parece um pouco como nosso material mais antigo, só que com uma vibe Daft Punk jogada no meio”, continuou Borland. “Tem grandes riffs e letras que parecem cativantes, mas ainda estão no processo de composição, então teremos que ver como vão ficar.”

Sem mais artigos