Um grupo formado por 13 pessoas está acampado na frente do portão principal do Estádio Palestra Itália, em São Paulo, desde segunda-feira para acompanhar a apresentação da banda americana Guns N’ Roses. Os integrantes, todos com ingressos para a Pista Premium, estão fazendo revezamento, já que alguns trabalham e não podem ficar no local o dia inteiro.

“Venho depois do expediente e fico até umas 23 horas”, disse a analista de pesquisa de mercado Danielle Ribeiro de Souza, 28, que também assistirá o show da banda no Rio de Janeiro.

Enquanto esperam a abertura dos portões, os fãs conversam, tocam violão e dormem nas duas barracas armadas. E, nesse período, até mesmo definiram um plano para acompanhar melhor a apresentação dos americanos. “Vamos correr para a grade e fazer uma corrente”, explicou o técnico em química José Garcia de Queiroz, 19, o primeiro a chegar ao local.

Em relação ao show, os fãs mostraram-se cautelosos. “Não consigo encarar como sendo o Guns, mas como uma banda do Axl”, disse Danielle. A grande expectativa é a participação de Sebastian Bach, responsável pela abertura do espetáculo, na apresentação do Guns N’ Roses. “Eles fizeram isso no Canadá. Espero que repitam por aqui”, contou Queiroz.

Desde que chegou ao Brasil, o Guns N’ Roses tocou em Brasília e Belo Horizonte. E a turnê Chinese Democracy continua no sábado (13), em São Paulo; domingo (14), no Rio de Janeiro; e na terça (16), em Porto Alegre.

Sem mais artigos