Mesmo sendo uma caveira o símbolo de sua marca e ter, entre as suas camisetas mais vendidas, uma com a estampa da Pomba-Gira (uma entidade da Umbanda e na Quimbanda), o estilista Alexandre Herchcovitch afasta uma certa ideia “dark” ligada a sua volta e vira amuleto da bom agouro. “Alexandre dá sorte”, diz feliz o diretor Jorge Fernando para o Virgula durante a São Paulo Fashion Week, que se encerrou nesta segunda-feira (14). Ele se referia exatamente ao primeiro capítulo da novela Ti-ti-ti gravado in loco durante o elogiado desfile da coleção feminina do paulistano considerado o mais importante fashion designer do país. 

“A trama começa aqui [no desfile do SPFW], o Alexandre é o próprio Alexandre, um estilista consagrado, enquanto que o personagem Jacques Leclair [Alexandre Borges] desenha roupas de noivas e sonha em ser tão famoso como o Herchcovitch”, explica Jorge sobre o remake do sucesso de 1985 escrita por Cassiano Gabus Mendes e agora assinada por Maria Adelaide Amaral. O diretor e o elenco, entre eles Alexandre Borges, Murilo Benício e Ingrid Guimarães compareceram ao desfile.

 

E se Alexandre virou uma espécie de trevo de quatro folhas para a novela começar com pé direito, o mesmo podemos falar da estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo, nesta terça-feira (15). O técnico Dunga chamou atenção por estar vestindo um casaco de corte arrojado e moderno. Logo na sequência, no Twitter do estilista, ele postou: “Confirmado Dunga ta de Herchcovitch e eu tenho um igual !!!!! To feliz !!!!” A peça é da coleção masculina do inverno 2006. E não é que deu sorte. A seleção venceu de 2 a 1 da Coreia do Norte. Será que Dunga repetirá o look ou vestirá outra peça do estilista nesse domingo (20) contra a Costa do Marfim?


Herchcovitch na estreia do Brasil na Copa e no primeiro capítulo da novela: "Alexandre dá sorte", diz Jorge Fernando

Sem mais artigos