Durval de Lima Junior, ou Junior Lima, já foi colecionador de discos de ouro e platina, frequentou o topo das paradas do país inteiro por quase duas décadas e arrancou gritos histéricos de meninas que iam dos 10 aos 30 anos. Neste domingo (11), o músico mais conhecido como irmão da Sandy chega aos 26 anos assinando como músico multiinstrumentista e produtor. Para animar a festa, vamos dar uma olhada na carreira do rapaz.

Confira a evolução do visual de Junior da infância aos dias de hoje:

Junior Lima

 

Junior já dava sinais de querer voar solo enquanto ainda formava dupla com a irmã, no final da década de 1990. Enquanto fazia música pop em família, ele formou o grupo Soul Funk, no qual cantava e tocava bateria. Como o nome entrega, a banda se embrenhava pela música negra e isso já mostrava o gosto do filho de Xororó por estilos musicais variados. O projeto acabou em agosto de 2007 para que Junior se dedicasse integralmente à turnê de despedida da marca Sandy & Junior.

No final daquele ano, colocou-se um ponto final na carreira milionária da dupla e Junior não demorou a aparecer repaginado com cabelo moicano e cara de mau para lançar sua maior empreitada até o momento: a banda Nove Mil Anjos. Nela, ele tocava bateria e pegava emprestado uma certa credibilidade roqueira dos outros integrantes: o baixista Champignon (ex-Charlie Brown Jr) e o guitarrista Peu Souza (ex-membro da banda da Pitty).

O primeiro álbum do grupo recebeu bons investimentos – foi gravado em Los Angeles com produtor argentino –, mas nunca decolou. A música foi mal recebida pela crítica e a nova face rebelde de Junior não convenceu o público. O grupo se dissolveu menos de um ano depois do lançamento da estreia em CD culpando desentendimentos internos pela separação.

Já que o rock não deu certo, Junior mudou mais uma vez. Ele passou em 2008 a integrar esporadicamente o projeto Crossover, formado pelo DJ Júlio Torres e pelo violinista Amon Lima, apostando em uma sonoridade que mescla batidas eletrônicas e música erudita. A parceria segue até hoje e chegou a se apresentar no programa Big Brother Brasil 10, em março deste ano.

A expectativa dos fãs de Junior e Sandy cai agora sobre o anúncio do lançamento do primeiro CD solo da cantora. O trabalho, marcado para chegar às lojas em maio, tem produção do irmão mais novo e ele parece ter gostado da experiência. Será que é agora, como produtor, que Junior vai provar ter encontrado o seu caminho? Aguardaremos ansiosos.

Sem mais artigos