Com toda a sua ousadia habitual, a cantora Lady Gaga está certamente se divertindo com toda a repercussão de seu recém-lançado clipe épico de Telephone, muito bem acompanhada por Beyoncé, ou honey B, para os íntimos.

Segundo a cantora disse na sua intrevista ao E! News, seus clipes sempre tem um significado mais profundo do que aparentam, usando sua sempre latente sensualidade para emcobrir a verdadeira mensagem que quer passar.

“Sempre há uma mensagem escondida em todos os meus clipes. Mas eu diria que, predominantemente, o que eu sempre tento fazer é mostrar às pessoas como um clipe pop deveria ser”, declarou a cantora em mais uma de suas análises profundas do pop, em momento Andy Warhol.

“Tem essa incrível qualidade no clipe de Paparazzi, onde ele ‘meio que tem’ um lado que é pura música pop, mas ao mesmo tempo é uma espécie de comentário que eu faço sobre a cultura da fama em geral”, continuou a cantora. “eu gostaria de fazer a mesma coisa com Telephone: pegar uma música claramente pop, que aparentemente tem uma letra bem superficial, e transformar isso em algo mais profundo.”

Pra quem se dá bem com inglês, abaixo segue a matéria da cantora com o canal de TV E!.

Gaga ainda afirmou que o diretor Quentin Tarantino foi quem sugeriu que ela utilizasse a famosa PussyWagon, veículo que foi utilizado pela Noiva em sua vingança do filme Kill Bill, dirigido pelo cineasta sempre cheio de referências que também lançou clássicos como Cães de Aluguel e Pulp Fiction: Tempos de Violência.

“Um dia eu estava almoçando com Quentin Tarantino em Los Angeles e eu estava explicando pra ele o conceito de Telephone. Foi quando ele disse: ‘Ei! Você tem que usar a PussyWagon'”, divertiu-se a cantora americana.

Sobre o conceito que é motivo de tanto orgulho para Lady Gaga, a norte-americana afirmou que gostaria de mostrar como a juventude do seu país é sufocada em um excesso de informação em suas vidas.

“Eu quis pegar essa ideia de que a América é cheia de pessoas jovens que são diariamente inundados com informação e tecnologia e transformar isso em algo que é mais como um comentário sobre o tipo de país que nós somos”, finalizou a cantora de forma um pouco confusa.

De um jeito ou de outro, assista mais uma vez ao mini-longa-metragem Telephone, com Gaga e Honey B (para os íntimos, é claro), que já é um dos vídeos mais vistos em 24 horas da história do YouTube.


Sem mais artigos