Você se lembra do filme “Joe e as Baratas”? Pois saiba que existe um homem semelhante ao personagem da ficção. Trata-se de Michael Bohdan, um aficionado por baratas que abriu um museu para exibir sua “arte”.

A coleção é composta de dezenas de peças na qual as baratas são apresentadas como seres humanos. Para se ter uma ideia, alguns insetos são vestidos como celebridades como Elvis Presley e Marilyn Monroe. Há outras composições temáticas que mostram as baratas curtindo um dia de sol na praia, tocando piano ou “atacando” de surfista.

Michael Bohdan, o mestre das baratas

Michael Bohdan “humaniza” suas baratas em composições temáticas que mostram as baratas curtindo um dia de sol na praia ou tocando piano (Imagem: Reprodução/YouTube)

Os insetos expostos no Hall da Fama das Baratas, como é conhecido o museu, são reais e estão mortos. No entanto, Michael, que também é um dedicado criador dos insetos, exibe com orgulho um pequeno viveiro com suas queridas baratas africanas, que chegam a medir até 10 centímetros de comprimento.

Curiosamente, o acervo de Michael fica dentro de sua loja de pesticidas e venenos. Há mais de 20 anos, ele trabalha justamente com controle de pragas urbanas.

O museu de Michael fica em Pesto, no Texas, e, sem dúvida, é um dos poucos lugares no mundo onde você vai pagar pra ver baratas. Além disso, é uma oportunidade única para algumas pessoas sorrirem diante deste temido e nojento inseto.

Veja a reportagem do canal FOX sobre o Hall da Fama das baratas:

Sem mais artigos