O Greenpeace  colocou um “orelhão itinerante” nas ruas de São Paulo e Salvador para incentivar a população a ligar para o gabinete da presidência e embaixada dos Estados Unidos no Brasil para pedir ao Lula e ao Obama para irem a Copenhague.

A capital dinamarquesa sediará, entre os dias 7 a 18 de dezembro, a reunião da ONU onde será definido o acordo que limitará as emissões de gases de efeito estufa de todos os países, depois de 2012, quando expira o protocolo de Kyoto. (confira abaixo os locais e os horários). Em São Paulo e Salvador o orelhão funcionará até quinta-feira (19/11). 

Nas próximas semanas será a vez de Recife, Manaus, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília e Rio de Janeiro. A população dessas cidades também será incentivada a pedir ao presidente Lula que se comprometa com o desmatamento zero, a proteção dos oceanos e o incentivo às energias renováveis.

Na semana passada, o governo anunciou que levará para Copenhague desvio entre 36% e 39% na curva de crescimento projetada para 2020 de emissão de gases do efeito estufa. “Para mostrar que o compromisso é realmente sério, o presidente deveria levar essas metas para Copenhague pessoalmente e convidar seus pares, principalmente dos Estados Unidos e China, a fazer o mesmo”, diz Gabriela Vuolo, coordenadora da campanha de mobilização da campanha de Clima do Greenpeace.

Além do Desmatamento Zero até 2015, o Greenpeace defende que, até 2020, pelo menos 25% da eletricidade do país seja gerada a partir de fontes renováveis de energia como vento, sol, biomassa e pequenas centrais hidrelétricas. O investimento nesta área criaria 300 mil novos empregos diretos no país nesse período, e 600 mil até 2030.

Além disso, propõe que o governo brasileiro transforme pelo menos 30% do território costeiro-marinho do Brasil em áreas protegidas até 2020. Os oceanos são importantes reguladores climáticos, pois absorvem o CO2 – principal gás do efeito estufa – da atmosfera. Mantê-los saudáveis é essencial para garantir a continuidade desse serviço ambiental.

Confira a programação.

São Paulo

18/nov (quarta)
4h – 17h – Pça da República, 24 de maio, Barão de Itapetininga, Teatro Municipal
19/nov (quinta)
10h – 12h e 14h – 17h – Largo São Bento, Florêncio de Abreu e arredores do Centro velho

Salvador

18/nov (quarta)
14h – 17h – Em frente a Sec. Estadual de Meio Ambiente (Centro Administrativo)
19/nov (quinta)
10h – 12h – Farol da Barra
14h – 17h – Porto da Barra

Clique aqui para a programação nas demais cidades.

Alô, alô presidente: vá para Copenhague salvar o clima do planeta

Sem mais artigos