A modelo francesa com quem o capitão da seleção inglesa, John Terry, teve um caso, está “aborrecida” com o impacto que esta relação teve na mulher do zagueiro do Chelsea.

Vanessa Perroncel, manequim de roupa íntima e ex-amante do também jogador Wayne Bridge, colega de seleção e, até agora, amigo de Terry, expressou a seu empresário, Max Clifford, o mal-estar que sente pela repercussão de toda essa história.

A modelo recebeu “pelo menos” seis ofertas de jornais britânicos querem publicar uma entrevista exclusiva do ‘affaire’ entre Perroncel e Terry, afirmou Clifford.

A história vai além do lado pessoal para Terry. A polêmica ameaça tirar dele a braçadeira de capitão da seleção inglesa.

A federação inglesa de futebol emitiu na segunda-feira um comunicado sobre o assunto no qual aponta que será o próprio Fabio Capello, técnico da Inglaterra, que deve tomar uma decisão sobre o futuro de Terry na liderança da equipe nacional.

Quanto a Perroncel, o empresário Clifford disse à imprensa britânica que a modelo está “aborrecida” pela repercussão desse assunto a seu ex, Wayne Bridge, com quem tem um filho de quatro anos, e também a Toni, mulher de Terry.

“Sei que (Perroncel) falou com Wayne, fala com ele sempre e obviamente está se sentindo mal porque ele está chateado”, disse Clifford ao canal “GMTV”.

Perroncel “está aborrecida com o que está sentindo Toni e não está contente em como um amigo próximo a ela, possivelmente – espero descobrir ainda hoje quem foi – a traiu dessa forma tão horrível em nível nacional”, apontou Clifford.

O empresário acrescentou que “se dependesse de Vanessa, nada disso teria sido divulgado”.

Clifford negou também que Terry tivesse feito uma “contra-oferta” a Perroncel para persuadi-la a não falar com a imprensa.

Sem mais artigos