Antes com possibilidades de disputar a Copa do Mundo por duas seleções – a brasileira e a italiana -, o atacante Amauri terá que se contentar em assistir ao torneio pela televisão.

Em entrevista divulgada nesta terça-feira pelo jornal “La Gazzetta dello Sport”, o jogador da Juventus falou sobre Copa do Mundo e uma possível volta ao Brasil, onde nasceu, para atuar pelo São Paulo.

Neste ano, Amauri obteve cidadania italiana e anunciou sua intenção de atuar pela Azzurra, mas ficou de fora da lista de convocados do técnico Marcello Lippi.

Agora como “comentarista informal”, apontou justamente Brasil e Itália como as seleções mais fortes, em sua opinião, para conquistar o título na África do Sul. De acordo com ele, Inglaterra, Alemanha, Espanha e Portugal também têm condições de fazer um bom papel no Mundial.

Amauri disse ainda ter ficado “surpreso” pelo fato de o técnico Dunga não ter convocado o atacante Adriano, que está perto de assinar contrato com a Roma.
O ítalo-brasileiro garantiu que permanecerá na Juventus na próxima temporada, mas afirmou que pretende voltar a seu país natal no futuro, para atuar pelo São Paulo, time para o qual disse torcer.

Sem mais artigos