Amy Winehouse teria enfurecido os chefes de sua gravadora por atrasar a gravação do seu disco solo para colaborar com a banda virtual Gorillaz, segundo o jornal inglês Daily Mirror.

Mesmo após os executivos da gravadora Universal terem concordado em pagar para a cantora para voar até Santa Lúcia, no Caribe, no mês passado, para gravar o álbum que dá sequência a Back to Black, de 2006, ela teria concordado em trabalhar com o grupo do roqueiro Damon Albarn.

Uma fonte disse ao Daily Mirror que os patrões da moça “não ficaram felizes, para dizer o mínimo”. O informante disse que a Universal quer que Amy foque em seu novo álbum, mas que até agora não obteve resultados satisfatórios.

“Imagine como eles se sentiram quando perceberam que ela havia concordado em trabalhar com o Gorillaz? Eles não conseguiam acreditar”.

“É uma distração desnecessária. Eles acreditam que ela deve investir toda a sua energia em suas próprias músicas. Ela tem que se concentrar e entregar o material”.

Amy Winehouse enfureceu gravadora por perder tempo com Gorillaz, diz jornal

Sem mais artigos
Sair da versão mobile