Quer saber o que foi lançado recentemente para turbinar seu iPhone? Selecionamos uma lista de aplicativos úteis e incríveis, veja só:


 


Kindle – A Amazon levou seu leitor de livros digitais para iPhone e iPod Touch. O software pode ser baixado no iTunes e disponibiliza o mesmo acervo que o leitor da Amazon. Porém, o aplicativo não dá acesso à loja do Kindle, por isso os usuários precisam usar um navegador móvel pra conseguir o conteúdo.


 


Boombox – A desenvolvedora Gorloch Interactive criou um aplicativo que reproduz o serviço de música via streaming do Blip.fm no iPhone. Tem interface simples e disponibiliza o catálogo de milhões de títulos do site. Na tela portátil do aparelho o usuário cria suas playlists e também pode optar por comprar músicas no iTunes por meio de links diretos. Totalmente gratuito.


 


Fleet Air Superiority Training (F.A.S.T.) – Lançado no início de julho, o jogo comprova que o mercado de aplicativos pra iPhone pode ser bastante lucrativo. O app rendeu a Gaming Network, sua desenvolvedora, US$ 1 milhão em seis semanas de exposição no iTunes. O download chegou a custar US$ 9,99, mas a empresa reduziu o preço até chegar a US$ 1,99. A estratégia adotada pela companhia foi a de encontrar um valor que fizesse com que a massa de usuários se interessasse pelo seu produto.


 


Lince GPS – aplicativo bem legal para motoristas apressadinhos, ajuda a driblar radares e buracos. Emite avisos luminosos e sonoros toda vez que o veículo se aproxima de algum radar. A Robotron Automação e Tecnologia, fornecedora do software, afirma que ter mapeado esses pontos, que somam oito mil em todo País. A interface também permite que o motorista demarque pontos como buracos, lombadas e faixas de pedestre. Gratuito por 30 dias. Depois custa R$ 130 por ano.


 


Citrix Receiver  – dá acesso remoto à família de produtos Citrix Delivery Center, como o XenApp,  e está disponível para iPhone e iPod Touch. Integrado à interface multitoque, o aplicativo permite abrir, mover, ampliar e reduzir, visualizar, editar e enviar documentos. Também permite utilizar os aplicativos do Windows. Pela ferramenta Doc Finder, o sistema permite buscar por documentos do Windows navegando por pastas, como se fosse o Explorer. Gratuito na App Store.


 


Google Latitude – o aplicativo permite que usuários compartilhem sua localização com os amigos. A versão para iPhone, porém, possui algumas limitações, entre elas a exigência de que o aplicativo rodasse em navegador e não nativamente, para não concorrer com o aplicativo de mapas do iPhone. Por enquanto o app ainda não está disponível no Brasil.


 


Walk the line – boa pra quem passa da conta na bebida, mas não quer dar vexame. Lançado por uma marca de cerveja holandesa, foi apresentado no Festival de Jazz de North Sea, na Holanda. O aplicativo transforma o iPhone em um medidor de aceleração, que avalia a caminhada do usuário em linha reta. De acordo com os desenvolvedores, o ‘Walk the Line’ estará disponível a partir de agosto na App Store, loja on-line de aplicativos da Apple.


 


Nearest Tube – aplicativo de realidade aumentada, funciona como um guia do metrô de Londres. Desenvolvido pela Acrossair (o brasileiro Danilo Tamega, que o Virgula entrevistou no começo de julho, faz parte da equipe de desenvolvimento), ainda não está disponível para compra, pois ainda não teve aprovação da Apple. O app é realmente incrível e uma mão na roda para estrangeiros, principalmente.



 

Sem mais artigos