Chelsea e Manchester United
entram em campo neste fim de semana para a disputa da 22ª rodada do
Campeonato Inglês de olho no desempenho do Arsenal, que vem fazendo
boa campanha e pode até terminar na liderança com uma combinação de
resultados.

O primeiro lugar atualmente é ocupado pelo Chelsea, com 45 pontos
em 20 jogos. O Manchester tem 44 e um confronto a mais, enquanto o
Arsenal está com 42 e o mesmo número de compromissos que o rival de
Londres.

E quem entrará em campo primeiro é justamente o líder, que recebe
sábado o Sunderland, 11º colocado, em Stamford Bridge. O técnico
italiano Carlo Ancelotti quebra a cabeça para escalar o time sem
jogadores como o meia ganês Essien e os atacantes marfinenses Kalou
e Drogba, que representam seus países na Copa Africana de Nações.

Também diante de sua torcida, o United encara no mesmo dia o
Burnley, apenas na 14ª posição e que estreará o técnico Brian Law,
que ocupará o lugar de Owen Coyle – que foi para o Bolton. O elenco
estava treinando em Doha, no Catar, para escapar do frio britânico.

Equipe do momento, o Arsenal vai ao Reebok Stadium encarar o
Bolton, primeiro na zona de rebaixamento, no domingo. Apesar de
desfalcado de jogadores como o holandês Robin Van Persie, o time do
técnico francês Arsene Wenger vem atuando muito bem na temporada.

Mais atrás, com 38, aparece o Manchester City de Robinho e do
argentino Tévez – destaque da goleada de 4 a 1 sobre o Blackburn
Rovers. O rival de sábado será o Everton, que ocupa um discreto 12º
lugar.

Quem torce por um tropeço do City é o Tottenham, que está com 37
pontos e espera pular à quarta posição. Para isso, a equipe encara o
vice-lanterna Hull no estádio de White Hart Lane.

Depois de uma humilhante eliminação da Copa da Inglaterra para o
Reading em casa, o Liverpool – sétimo colocado com 33 pontos – tenta
juntar os cacos visitando o Stoke, décimo colocado.

A má notícia para o técnico espanhol Rafael Benítez, ameaçado de
demissão, é que o espanhol Fernando Torres, o meia e capitão Steven
Gerrard e o israelense Benayoun não estarão em campo. O trio está
lesionado.

O caso mais grave é o de Torres, com problemas na cartilagem do
joelho direito. Ele fez exames e teve confirmado um período de seis
semanas de ausência.

Gerrard sentiu uma pancada em um tendão e fica fora por 15 dias,
enquanto Benayoun fraturou uma costela e estará fora por um mês.

Sexto colocado com 35 pontos, o Aston Villa recebe o West Ham,
que briga para não cair, no domingo – mesmo dia do confronto entre
Blackburn e Fulham, respectivamente 13º e nono colocado.

Completam a programação de sábado os confrontos
Portsmouth-Birmingham e Wolverhampton-Wigan.

Arsenal se junta a Chelsea e Manchester United na briga pela ponta do Inglês

Sem mais artigos