As autoridades confirmaram nesta terça-feira (4) a morte do piloto do avião que bateu contra uma torre de controle em desuso do aeroporto da ilha de Koh Samui, na Tailândia. Outras 40 pessoas tiveram que ser atendidas em um hospital da localidade com ferimentos.

Inicialmente, a imprensa local informou sobre dez vítimas fatais no acidente, ocorrido às 14h30 (4h30 de Brasília) quando o aparelho derrapou por causa da forte chuva e saiu da pista.

A apuração do número de vítimas não terminou e as autoridades ainda não ofereceram dados definitivos sobre a quantidade e as nacionalidades.

Fontes médicas disseram que ainda estavam identificando as pessoas que tinham sido retiradas do local da colisão até o centro médico de Koh Samui.

Viajavam a bordo do avião da companhia Thai Airways 68 passageiros e quatro tripulantes, segundo a diretora do Departamento de Aviação Civil da Tailândia, Kannika Dechatiwongse.

A Polícia indicou que o piloto, Chartchai Pansuwan, perdeu o controle do aparelho e este bateu contra a antiga e inutilizada torre de controle do aeroporto, que agora é usada para estacionar caminhões de bombeiros.

O avião era um modelo bimotor de turbinas ATR 72-500 cuja frente ficou destruída devido ao impacto.

O avião aterrissou em Koh Samui procedente de Krabi, rota aérea que liga as duas cidades utilizada, na grande maioria das vezes, por estrangeiros, mas, por enquanto, não se sabe a nacionalidade das vítimas.

Sem mais artigos