O vice-presidente financeiro do
Barcelona, Joan Boix, informou que o clube deverá pagar à receita
espanhola 60,3 milhões de euros por irregularidades no pagamento de
salários aos jogadores.

A primeira parcela, de 25,3 milhões de euros, corresponde às
temporadas entre 1990 e 1993, sob a Presidência de Josep Lluís
Núñez, quando metade dos salários era paga através de uma sociedade
que administrava seus direitos de imagem, com menos carga
tributária.

Além disso, deverão ser pagos outros 35 milhões de euros pelo
período entre 1996 e 1999, também com Núñez como presidente. Embora
ainda não exista sentença definitiva, o clube dá por certo o
prejuízo para satisfazer as exigências das autoridades, pelo mesmo
problema.

Sem mais artigos