A melhor “arrancada” do sueco Ericsson 4, comandado pelo brasileiro Torben Grael, em ventos médios-altos valeu ao barco a liderança da sétima etapa da Volvo Ocean Race de vela, após superar o Telefónica Black, de Fernando Echávarri. As opções táticas já estão entrando em jogo e a competição está prevista para acabar neste final de semana.

Enquanto o Ericsson 4 e o Telefónica Black seguem rumo ao extremo sudeste da zona de exclusão de gelo esta madrugada, o Telefónica Blue, de Iker Martínez, navegando cerca de 260 quilômetros ao sul da linha de exclusão, virou para o norte, seguido pelo Puma de Ken Read e pelo Delta Lloyd de Roberto Bermúdez Castro.

A entrada em uma zona de baixas pressões, com ventos de até 40 nós (78 km/h) e um estado do mar muito agitado, com ondas de cinco a seis metros, provocará uma navegação em popa a grande velocidade até
a meta de Galway.

A potência do Ericsson 4 nestas condições fica demonstrado por seu percurso nas últimas 24 horas, com 374 milhas (693 km), 12
milhas a mais que o Telefónica Black.A frota está perto de sair da zona de exclusão de gelo, cruzando uma área na qual afundou o Titanic, cerca de 100 milhas (185 km) mais ao sul por onde navega a frota.

Classificação da sétima etapa (quinto dia) – Boston (Estados Unidos)-Galway (Irlanda). 2.870 m.n.(5.320km).Distância à chegada..

1. Ericsson 4 (SUE) Torben Grael 1.325 m.n.(3.178 km)..
2. Telefónica Black (ESP) F.Echávarri a 7 m.n..
3. Telefónica Blue (ESP) Bouwe Bekking 22..
4. Delta Lloyd (HOL) R.Bermúdez 2
5. Puma (EUA) Ken Read 25..
6. Green Dragon (IRL-CHN) Ian Walker 37..
7. Ericsson 3 (SUE) Magnus Olsson 40.

Barco de Torben Grael assume liderança da etapa da Volvo Ocean Race

Sem mais artigos