Marcelo Dourado bebe. Marcelo Dourado fuma. Marcelo Dourado tem apenas uma vitória, ao lado de sete derrotas. Ainda assim, com esse perfil distante de atleta, o BBB Dourado é lutador de jiu-jitsu e dá aula de educação física para crianças. Como se não bastasse a suástica tatuada no braço, as acusações sobre homofobia ou a torcida organizada (bastante parecida com aquelas do futebol) que nasceu após sua volta ao programa, agora o brother está sendo criticado por seus colegas lutadores.

O mestre faixa preta de jiu-jitsu Osvaldo Paquetá, aos 70 anos, não se conforma com a postura de Marcelo: “Nenhum lutador fuma e bebe como o Dourado. Ele é um péssimo exemplo para a classe que está sendo denegrida por seus atos. Além disso, nunca vi um lutador falar tanto palavrão. Isso não é um bom exemplo, principalmente para os alunos dele e as crianças que o assistem no programa”. O mestre é discípulo de Carlos Gracie, precursos da luta no país.

Já o ex-lutador Walid Ismail, que ficou famoso ao derrotar Royce Gracie em 1998, acha que Dourado tem firmeza: “Dourado é um cara de atitude que é agressivo na luta. Acho que ele está tendo atitude de homem no programa, falando o que pensa. Marcelo é um sujeito homem”.

Porém a voz da experiência sempre fala mais alto e o mestre Paquetá finaliza: “Ele só ganhou uma luta na vida”. A gente precisa falar mais alguma coisa sobre o assunto?

BBB Marcelo Dourado é criticado por mestre de jiu-jitsu

Sem mais artigos