Por volta das 22h da noite desta quarta-feira (02), as cortinas do
Credicard Hall se levantaram para exibir um palco repleto de pranchas
de surf, coqueiros, bananeiras ou o que quer que seja aquele tanto de
planta. Para os mais otimistas, são – finalmente – os Beach Boys que se
apresentam pela primeira vez no Brasil. Já os mais realistas sabem que
de original tem apenas Mike Love, no auge de seus 68 anos e fundador da
banda que chegou a ser a maior concorrente dos Beatles na década de 60.

Acompanhado por Bruce Johnston (teclado), integrante da banda
desde 1965; seu filho Christian Love (vocal e guitarra); Randal Kirsch
(baixo); Scott Toten (guitarra) e John Cowsill (bateria), Love
apresentou uma enxurrada de clássicos para os fãs, em um show que durou
cerca de 1h40. A noite começou com a faixa Catch a Wave e com o cantor exibindo todo o charme que ainda lhe resta para os (na verdade, mais para as) fãs. Em Surfer Girl, o carismático vocalista chegou a dedicar a canção para “todas as lindas garotas” da casa.

Depois de algumas faixas, mais precisamente quando começou a tocar Little Deuce Coupe,
aí nada mais conteve a animação da plateia. O público logo tratou de se
levantar das cadeiras para dançar e Love não poupou acenos e piscadas
para as garotas que surgiam na sua frente. Mas apesar de toda
pinta de galã e de ter fundado uma das bandas mais importantes do
pop/surf/rock, a voz do cantor californiano já exibia sinais de cansaço
logo no início do show. Afinal, já faz praticamente meio século que
Love está na ativa.

“Nossa primeira música foi feita em 1961.
Portanto, demorou 48 anos para a gente tocar em São Paulo”, disse o
vocal. Mas não tem problema, Love. O público adora! Até o final da
apresentação, os fãs, vários destes usando a camiseta verde-bandeira do
álbum Pet Sounds (1966), mostraram que conseguem se divertir com ou sem os irmãos Wilson.

Entretanto, em faixas como God Only Knows,
interpretada originalmente por Carl Wilson e, na noite, cantada por
Johnston, a sensação era de mal estar e até de iconoclastia para os
mais puristas. Não é fácil ouvir composições tão geniais como essa
sendo executadas em um show evidentemente despreocupado com a história
do grupo.

Um dos momentos da apresentação que mais se aproximaram do que os Beach Boys já foram, foi durante a canção Here Today, em que Love deu toda a sua voz e acabou proporcionando um dos momentos mais belos (originais) do show. Além de hits como Get Around, Good Vibrations, Californian Girls e Help me Rhonda, o grupo também tocou covers de Lead Belly (Cottonfields), Mamas and the Papas (Califórnia Dreamin’) e Chuck Berry (Rock and Roll Music).

Perto do fim da noite, durante a faixa Surfin’ USA,
Love e Johnston até fizeram dancinhas a la cancan em cima do palco.
Depois, já no bis, distribuíram autógrafos para o pessoal que estava
mais a frente. E apesar do tanto de camisetas exibindo o logo do
disco Pet Sounds, nem essas colaboraram para deixar algo da
obra, considerada uma das mais importantes do século XX, na noite. Mas
que Mike Love e seu parceiro Johnston adoraram a apresentação, disso
não resta dúvidas.

Confira o setlist do show:

Catch a Wave

Hawaii

Do It Again

Surf City

Surfin’ Safari

Surfer Girl

Getcha Back

Darlin

When I Grow Up (to Be a Man) 

Why Do Fools Fall in Love 

Cottonfields

Be True to Your School

I’m So Young

Don’t Worry
Baby

Little Deuce Coupe

409

Shut Down

I Get Around

In My Room

God Only Knows

Good Vibrations

Sail On, Sailor

Kokomo 

Sloop
John B

California Dreamin’

Then I Kissed Her

Dance Dance Dance

Do You Wanna Dance? 

Wouldn’t It Be Nice 

California Girls 

Help Me Rhonda 

Rock and Roll Music

Barbara Ann 

Surfin’ USA
 
Bis 

Little Saint Nick

Fun, Fun, Fun

Sem mais artigos