O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, deixou nesta quinta-feira (17) o hospital San Raffaele, em Milão, onde estava internado desde o último domingo (13) após sofrer uma agressão. O premier seguirá para sua residência na cidade de Arcore. Segundo os médicos, Berlusconi deverá continuar sua recuperação em casa por pelo menos 15 dias.

Segundo Alberto Zangrillo, médico pessoal do chefe de Governo italiano, Berlusconi “passou uma noite tranquila e sem dores”, ao contrário da madrugada anterior.

No último domingo, após um comício, o italiano Massimo Tartaglia, de 42 anos, jogou uma estatueta do Duomo (catedral) de Milão contra o rosto de Berlusconi, que fraturou um osso do nariz, quebrou dois dentes e feriu o lábio superior. O agressor foi identificado logo em seguida e foi preso por lesão corporal qualificada.

Levado ao hospital San Raffaele, a previsão era de que o chefe de Governo permaneceria internado por apenas 24 horas sob observação. Mas a hospitalização foi prolongada devido à persistência das dores.

Desde o incidente, o premier recebeu uma série de telefonemas e mensagens de apoio de autoridades mundiais, como o presidente da França, Nicolas Sarkozy, a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, e o papa Bento XVI.

Sem mais artigos