O meia-atacante Cuauhtémoc Blanco, um dos maiores ídolos da seleção mexicana e do América do México, onde jogou por muitos anos, se mostrou hoje solidário ao atacante paraguaio Salvador Cabañas, que está internado em estado grave após levar um tiro na cabeça.

De acordo com Blanco, que atualmente joga pelo Veracruz, o que incidente com Cabañas poderia ter acontecido com qualquer pessoa no México.

“Tanto faz se você anda com seguranças ou não. Já me assaltaram três vezes à mão armada”, disse, criticando a falta de segurança em seu país.

No entanto, o jogador de 37 anos reconheceu que o problema não é exclusivo do México. “Em qualquer lugar do mundo isso pode ocorrer, há insegurança em toda parte”, explicou.

Blanco disse ainda que considera Cabañas uma figura de referência no América, um dos clubes mais populares do México, e que deseja ver o paraguaio novamente em campo.

“Nos damos muito bem, é uma grande pessoa. Desejo de coração que ele se recupere logo e possa voltar a jogar”, afirmou.

Sem mais artigos