A blogueira americana Rosemary Port (29), que teve sua identidade revelada pelo Google após a determinação de um juiz de Nova York, declarou que pretende processar a empresa, de acordo com o jornal Daily News.



A estudante planeja pedir US$ 15 milhões de indenização. Rosemary era autora de um blog que, sem se identificar, postava comentários depreciativos sobre a modelo canadense Liskula Cohen. A identidade da blogueira foi revelada após determinação judicial.



O advogado de Rosemary, Salvatore Strazzullo, disse que a empresa violou o dever de proteger a expectativa de anonimato de seus clientes. O Google divulgou um comunicado esclarecendo que se preocupa sim em garantir a privacidade de seus clientes, mas que tinha o dever de responder à ordem da Justiça.

Sem mais artigos