A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 2,12% nesta terça-feira (8), aos 57.854,8 pontos. A última vez em que o mercado brasileiro de ações atingiu um patamar acima deste foi em 31 de julho do ano passado, quando fechou aos 59.505,17 pontos.

No acumulado do ano, a Bolsa acumula alta de 54,07%.

Segundo analistas, o dia positivo no pregão foi motivado pelas declarações de Dominique Strauss-Kahn, diretor-gerente do FMI, e de Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, que afirmaram que a crise financeira internacional está com dias contados e que a recuperação econômica está próxima.

A cotação do dólar comercial encerrou o pregão em queda de 0,81%, a R$ 1,827 na venda, no quarto dia consecutivo de baixa. Este é o menor valor da moeda americana desde o dia 7 de agosto, quando encerrou em R$ 1,825.

No acumulado de setembro, a dólar já perde 3,28%; no ano, a desvalorização é de 21,69%.

Sem mais artigos