Com 147 anos caninos, uma Beagle é atualmente a cadela mais velha do mundo. Com 21 anos humanos, Lulu é surda, está praticamente cega e anda com dificuldade, problemas que não tiram o orgulho do dono Travis Buckley.

Em declarações ao jornal inglês The Sun, Buckley, de 60 anos, acredita que a fórmula da longevidade de sua cadelinha pode ser explicada pelo hábito de frequentar um pub. Lulu fielmente acompanha o dono em suas idas e vindas de um bar em Longford, na cidade de Coventry, Inglaterra.

“Ela tem o hábito de passear ao invés de querer voltar para casa. Ela vem e senta-se no canto do bar esperando por mim […] Todos adoram ela”, explica Buckley. Ou seja, enquanto ele bebe todas, a Beagle ganha chamegos e bajulações de quem passa pelo bar.

Buckley ganhou a mascote de sua filha em 1989. Na época, a cadela tinha apenas seis semanas de idade.


Lulu é surda, praticamente cega e tem dificuldades para andar, mas seu dono acredita que a cadelinha ainda vai viver por muito tempo (Foto: Reprodução/The Sun)

Os 21 anos de Lulu foram comemorados com muito estilo. Em seu cantinho preferido no bar, a dog ganhou um bolo e muito carinho de Buckley e sua esposa, Susan Parybus, de 54 anos.

De acordo com o Guinness Book, o Livro dos Recordes, o registro de cão mais velho do mundo pertence a um vira-lata de Nova York. Aos 21 anos, ele morreu no verão passado. Agora, os pesquisadores do Guinness estudam o caso de Lulu para certificá-la do novo recorde.

Cadela mais velha do mundo é fiel frequentadora de um pub

Sem mais artigos