“Após dois anos longe da nossa casa, não consigo expressar o quanto estou comovido por encontrar uma platéia de seis mil pessoas”. Foi nesse tom emocionado e contagiante que Dinho Ouro Preto e os músicos do Capital Inicial comemoraram na noite de hoje (29), no Credicard Hall, o retorno da banda a São Paulo após dois anos sem nenhuma apresentação na cidade.

Com um atraso de meia hora, o Capital Inicial entrou no palco com segurança e não perdeu tempo na hora de emendar hits para conquistar o público, que lotou o Credicard Hall para presenciar o retorno da banda para as terras paulistanas.

Repertório

O show da banda se baseia quase inteiramente no repertório do CD e DVD Multishow Ao Vivo Capital Inicial, gravado em 2008 em Brasília. Ou seja, um misto entre clássicos e algumas faixas dos álbuns mais recentes. A fórmula adotada pelo Capital Inicial se mostrou muito eficiente, já que conseguiu fazer o público dançar e pular sem parar com hits como Fogo e Mais, evitando que o show perdesse o ritmo quando enveredasse por composições menos conhecidas do grupo.

No setlist da noite, estiveram canções como Seus Olhos, Não Olhe Para Trás, Mais, Primeiros Erros, Algum Dia, Eu Nunca Disse Adeus, Quatro Vezes Você, Natasha, À Sua Maneira, Fogo e Olhos Vermelhos.

Os fãs também puderam conferir algumas músicas do repertório do grupo Aborto Elétrico, que reunia os integrantes do Capital Inicial e Flávio Lemos, além da lenda Renato Russo. Canções como Heroína e Veraneio Vascaína foram entoadas em uníssono pela platéia, mostrando que o público conhece de cor a carreira dos integrantes do grupo antes mesmo da formação oficial do Capital Inicial.

Na hora dos covers, Dinho soube escolher a dedo as faixas que fariam o público ovacionar a banda: Que País É Esse? e Geração Coca Cola, do Legião Urbana, e Mulher de Fases, do Raimundos.

Público

A apresentação de hoje do Credicard Hall trouxe um público tão variado que era muito difícil definir exatamente qual é o público alvo da banda. Casais, grupos de amigos entre 30 e 40 anos e diversas famílias mostraram que o perfil do Capital Inicial é de um público que acompanha a carreira do grupo, e cada faixa etária encontra na carreira da banda uma fase com a qual se identifica.

Na hora dos hits, não havia quarentão na platéia que não levantasse os braços e pulasse como se estivesse descobrindo ainda adolescente os primeiros sucessos do Capital Inicial. “É emocionante ver tanta gente cantando e dançando aqui essa noite. Não importa quantos anos de carreira uma banda tenha, isso sempre é indescritível”, afirmou Dinho em um dos intervalos do show, visivelmente satisfeito com uma platéia de todas as idades cantando os hits do grupo sem hesitar.

E é pensando em agradar esse público multifacetado que o vocalista Dinho realiza suas intervenções no intervalo das músicas. Além de comentar sobre momentos importantes da carreira da banda, agradecendo quem acompanha o grupo desde o início, o vocalista se preocupa em interagir com os mais jovens – que é o público que a banda precisa conquistar se quiser continuar crescendo –, mostrando que o Capital Inicial está antenado na hora de criar um show que fale diretamente com os fãs. “Quero que todos vocês me mandem as fotos e os vídeos do show de hoje, para que nós possamos usar essas imagens em um DVD da banda”, comentou Dinho, que também distribuiu para o público palhetas especiais com códigos que possibilitam que os fãs escutem uma prévia do próximo álbum do Capital Inicial

Retomando o sucesso

Após o enorme sucesso da estreia da banda, em 1986, com o homônimo Capital Inicial, e a manutenção desse público com Independência, de 1987, o grupo perdeu o apelo com álbuns menores e sem grandes sucessos. Após chegar a cair no esquecimento, o grupo conseguiu conquistar novos fãs com o lançamento do Acústico MTV, de 2000, que caiu nas graças do público jovem e levou o Capital Inicial de volta para as paradas de sucesso.

Agora, com a turnê do Multishow ao Vivo, o Capital Inicial comprovou que é capaz de manter o sucesso e continuar conquistando novos fãs, ao mesmo tempo em que se preocupa em manter os admiradores antigos que cresceram ouvindo os sucesso da banda.

Sem mais artigos