Um grupo de judeus ultra-ortodoxos se revoltou contra um cartaz publicitário no qual a modelo israelense Bar Rafaeli aparece em imagens sugestivas, informou nesta quinta-feira o jornal Ha’aretz.


O anúncio mostra a ex-namorada de Leonardo di Caprio beijando um homem e, em outra cena, deitada em uma cama vestindo somente uma calça jeans e cobrindo os seios com um edredom.



“Se as pessoas querem ou não ver isso é uma opção pessoal e nós não dizemos às pessoas o que fazer em sua vida privada em casa, mas não se pode permitir que envenenem o âmbito público”, criticou o rabino Mordechai Bloi, líder do grupo ultra-ortodoxo Guardiães da Santidade e da Educação.



O cartaz está situado em uma estrada à beira do mar Mediterrâneo, que liga o sul de Tel Aviv à cidade de Herzliya.



Bloi ameaçou inclusive organizar um boicote à marca de roupa israelense Fox, que contratou a modelo para o anúncio e conta com muitos judeus ultra-ortodoxos como clientes.



A empresa tinha evitado até agora expor os anúncios mais provocativos em espaços públicos e limitá-los à televisão e à internet. 

Sem mais artigos