Um tribunal de primeira instância da cidade de Blantyre, no Malauí, declarou nesta terça-feira (17) culpados por indecência, sodomia e atos contra natureza um casal de gays detidos há cinco meses após a cerimônia formal do próprio casamento.

Na quinta-feira (20), o juiz Nyakwawa Usiwa fará pública a condenação a Steven Monjeza, de 26 anos, e Tiwonge Chimbalanga, de 20, presos em dezembro de 2009.

Eles podem permanecer até 14 anos na prisão, de acordo com informações da agência africana APA.

O caso de Monjeza e Chimbalanga foi motivo de polêmica internacional. A Anistia Internacional condenou o episódio.

Casal gay é condenado por indecência no Malauí

Sem mais artigos